Fadista Carla Pires e muito mais.

VAMOS AO ESPECTÁCULO

Com a data reagendada, o nosso recital de Fado passou agora para Dezembro. A história por detrás deste recital começou como uma experiência fora do contexto habitual da Orquestra e revelou-se uma parceria muito interessante: a gravação de um cd com a fadista Carla Pires, interpretando temas famosos do fado com arranjos orquestrais. A OCCO e o maestro Nikolay Lalov, que fez os arranjos, prestam assim homenagem a este património mundial. Pode agora ouvir ao vivo o resultado desta parceria.
Inicialmente agendado para o mês de Maio, o Concerto para Saxofone do compositor Edward Green será interpretado por um dos laureados do Concurso de Interpretação de Estoril, Hélder Alves — a OCCO é parceira deste Concurso desde a sua primeira edição. Tanto este concerto para saxofone como o Concerto Grosso com piano de Ernst Bloch são estreias em Portugal, a pensar nos apreciadores de música contemporânea. Este concerto, intitulado Três Momentos de Idílio, inclui ainda o famoso Idílio de Siegfried de Wagner.
Os mesmos Concerto para Saxofone e o Idílio de Siegfried voltarão a ser apresentados na semana seguinte em Cascais, juntamente com a Sinfonia n.º 39 de Mozart. Não é surpreendente juntar Richard Wagner e Mozart no mesmo programa de um concerto. O mestre de Tristan e Isolde e de “Gesamtkunstwerk” (Obra de Arte Total) tinha grande estima pelo génio de Viena. A ele se atribuem as palavras: “O génio mais tremendo elevou Mozart acima de todos os mestres, em todos os séculos e em todas as artes”.
Encerramos Dezembro com os Concertos de Natal de 2020, que homenageiam Tartini pelos seus 250 anos e celebram a quadra com o trompete de Carolina Alves. No concerto de Oeiras, a soprano Inês Simões interpretará os Salve Regina de Scarlatti e de Schubert.